Super Onze Novice

Venha Nesse Grande Mundo De Super Onze Novice!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Vote No TOP 30
Aí pessoal, revivemos o fórum, só que em outro link, agora podemos jogar novamente o Super Onze Novice. www.superonzerpgnovice.forumeiros.com

Compartilhe | 
 

 Aperfeiçoando - Oliver.

Ir em baixo 
AutorMensagem
'Oliver
Atacante
Atacante
avatar

Personagem Personagem : Nome:Oliver Sykes.
Idade:17
Personalidade E Característica: Olhos e cabelos castanhos, cabelo na altura do pescoço, físico médio.
Posição:Atacante
Nivel:9
Elemento:Sombra
Avatar :
Local De Treinamento:Salão equipado.

Técnicas E Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 900 Reais
Mensagens : 147
Data de inscrição : 17/07/2012
Idade : 21

Status
Energia:
90/150  (90/150)
Experiencia:
315/650  (315/650)
Incorporação: Kensei Lancelot Kensei Lancelot

MensagemAssunto: Aperfeiçoando - Oliver.   Qui Jul 19, 2012 3:39 pm

Citação :
Técnica Aperfeiçoada: Dark Explosion. (Evoluída para Dark Explosion G2)
Descrição: Uma evolução simples porém eficaz, no momento em que se aplica a bicicleta, a perna de chute se cobre por uma energia sombria que se materializa em uma espada negra, a qual impulsiona mais a bola.
Tipo: Dark / Chute.
Quem Usa: Oliver.
Aperfeiçoamento:
O tempo se passava , a cada dia o jovem Oliver se tornava mais famoso e mais temido pelos rivais, possuía uma grande habilidade física, uma preparação corporal exemplar, além de poderosas técnicas, quando quando combinadas com sua agilidade e poder individual, eram catastróficas. Sua finalização, sempre impecável, acabava por dar grande trabalho ao oponente, sua habilidade com a bola nos pés , seu domínio, suas jogadas imprevisíveis, faziam com que quando Oliver tocasse na bola, a torcida já vibrasse. Acabara recebendo o apelido de Gênio, devido à suas jogadas mágicas, que junto a Ryoma, seu companheiro de time, iam ficando famosos como a dupla de ouro, Ryoma, um zagueiro habilidoso, que se encarregava de roubar a bola, e assim deixar o resto para o jovem camisa 10, que usava de sua precisão para marcar o gol.
Caso a situação se apertasse, tinha seu fiel Lancelot, sua incorporação, um bravo cavaleiro que usava sua espada e seu escudo para ajudar ao garoto. Quando aparecia em campo, os oponentes temiam, afinal, era uma das incorporações mais fortes do local, e sempre, a mais forte em campo.
Ainda assim , pouco lhe importava a fama, só queria ser reconhecido no mundo todo, representar seu time e guiá-lo na conquista do campeonato mundial. Não era o capitão, e nem mesmo gostava disso, até porque só traria mais responsabilidade para si, embora já tivesse muita ao carregar a camisa mais "pesada" do time. O camisa 10 é conhecido como o armador, o finalizador, muitas vezes, o homem com que o time pode contar em qualquer situação, era esse o peso que carregava em suas costas.
Independentemente da fama ou do medo que o oponente tinha de si, estava sempre treinando mais e mais, buscando o melhor chute, e a perfeição em seus dribles e chutes, logo estava sempre em seu salão particular, um local que seu pai construiu para si, para que pudesse treinar e aperfeiçoar-se ali. Era um lugar com equipamentos de última geração, de ponta, que sempre facilitavam a evolução de suas técnicas.
Chegava cedo ao local, ainda eram cerca de 7h da manhã, assim corria meia hora na esteira, usando pesos em suas pernas, tinha a intenção de melhorar a força de seus chutes, aumentando sempre a velocidade da esteira, corria mais rápido a cada instante. Desgastante, sim, mas algo que lhe ajudaria futuramente. O tempo se passava, e o suor fluía por todo seu corpo, deitava-se no banco, tirando a camisa e abaixando o meião até a altura da canela, aguardando cerca de 10 minutos para recuperar o fôlego, enquanto acabava com toda a água de sua garrafa.
A energia perdida retornava a si, sua força de vontade superava o cansaço, sempre determinado, corria para o campo de treinos no salão, onde começava a treinar suas técnicas de chute. Antes disso, teria de aumentar a força do chute, usando um peso em sua perna direita,que era a utilizada para os chutes, canalizava sua energia em sua perna direita, e pegava uma bola com as mãos, jogando-a para cima, quando ia se aproximando da bola, sua perna começava a doer, havia concentrado energia demais na mesma, o que causava um desequilíbrio, que o impedia de chutar. Aquela dor ia tomando conta de sua perna, parecia uma fratura, sem ligar muito para aquilo, tentava novamente, mas acabava tendo de voltar para casa, sua perna estava machucada de uma forma avançada, um ferimento profundo e interno, que lhe incomodava muito.
Chegando em casa, sua mãe perguntava-o o motivo de estar mancando, respondia-a contando do ocorrido, a mesma insistia que ele fosse ao hospital, levando-o ainda que contra sua vontade. Logo chegavam ao médico, sentava-se na cama de hospital, e aguardava o médico, que acabava por não demorar muito. O diagnóstico era dado pelo médico, luxação e fratura na perna direita, ficaria uma semana sem treinar, e deveria ficar de repouso, com a perna enfaixada e um gesso leve por cima.
Sem dúvida , aquilo era irritante, não podia fazer o que mais gostava, sem contar que o time tinha o primeiro jogo das semi-finais, contra um time muito bom, queria muito estar naquele jogo, mas parecia que seria impossível.
Seu pai ia até ele, em seu quarto, e começava a conversar com o mesmo.
- Oliver, calma... Sei que está chateado por não poder jogar o primeiro jogos das semi-finais, mas poderá jogar o segundo, você é bom, sem dúvida, mas não tinha jeito de você participar do jogo, fique calmo, aproveite e tente treinar seu psicológico.
- Tá certo pai, valeu...
Respondia-o, ainda frustado. Aproveitaria o tempo para melhorar suas habilidades mentais, e seu controle sobre sua energia. Passavam-se três dias e o jogo aconteceria. Ligava a televisão, e ficava observando o jogo. Com uma garrafa de refrigerante em mãos, prestava atenção em cada lance. A Mannozaka não estava com muito entrosamento, será que era só porque Oliver não estava em jogo? O que importava é que estava perdendo muitas chances, chegavam próximos ao gol, e não conseguiam marcar, o atacante reserva era iniciante, e parecia se sentir pressionado. Aquilo era chateante, sem muito tempo de jogo, o time adversário já havia feito um gol.
Os minutos demoravam a passar, o time se trancava na zaga, todos os jogadores agiam como zagueiros, defendendo o gol, parecia estarem conscientes que não poderiam marcar. Aquilo envergonhava o jovem, aquele não era o futebol que o time vinha demonstrando em sua campanha. O jogo acabava, e os dias se passavam, a cada dia, era uma eternidade para o jovem, que só queria voltar a jogar.
Finalmente chegava o dia da revanche, era o primeiro dia de jogo de Oliver depois de se recuperar. O time se reunia, e os jogadores não pareciam confiantes, aquilo o incomodava a ponto de se zangar com o time.
- Acham mesmo que isso está certo? Se trancaram na defesa, com medo de jogar futebol, tudo por que? Só porque eu estava fora, isso não é certo, não sou o único jogador do time, agora quero que no mínimo, façam um jogo decente para honrar nossa torcida, que nos apoia todo dia. Pode ser?
Indagava, irritado, assim dando ao time uma dose de vontade de jogo.
Começava logo o jogo, Oliver pegava a bola e corria para o ataque, passando agilmente por vários, chegando ao ataque, chutava fortemente, e marcava o primeiro gol. O goleiro nem mesmo tinha tempo de usar uma técnica especial. Aquele era o início da revira-volta do jogo.
Continuava o jogo, Oliver tentava marcar usando seu chute especial, mas era impedido pelo goleiro que tinha uma incorporação. Ao ativar sua incorporação, o jovem tentava marcar, mas os zagueiros também possuíam, e diminuíam a força de seu chute. Aparentemente, precisaria de uma coisa melhor ainda.
A irritação tomava conta de si, o segundo tempo ia acabando, o último lance do jogo, uma jogada em grupo colocava Oliver perto do gol, com sua habilidade individual, se livrava da dupla marcação, sua perna começava a brilhar num tom escuro.
-Vamos ver... Dark Explosion G2!
Saltava e dava um mortal, sua perna formava-se numa espada de energia, que logo atingia a bola, enviando-a rapidamente em direção ao gol, logo furando a rede adversária, e marcando o gol que concedia ao seu time, um lugar na grande final.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gabriel
Meio-Campo
Meio-Campo
avatar

Personagem Personagem : Nome: 'Gabriel
Idade: 12
Nivel:3
Aparência E Característica: Um Jovem Muito Rebelde,nao obdece as ordens de ninguem ,tem cabelo Branco e mede 1:60
Posição:Meio Campo
Elemento:Animal
Seu Avatar:
Local De Treinamento: Campo Perto De Minha Casa
Tecnicas e Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 500 Reais
Mensagens : 383
Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 19

Status
Energia:
10/50  (10/50)
Experiencia:
50/200  (50/200)
Incorporação: Nenhum

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Qui Jul 19, 2012 3:46 pm

Acc
+930 de nivel para a tecnica
Ortografia:Otima + 100
-10 de energia
+1860 de valor
+ 10 de xp
Limite De Uso:04
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
'Oliver
Atacante
Atacante
avatar

Personagem Personagem : Nome:Oliver Sykes.
Idade:17
Personalidade E Característica: Olhos e cabelos castanhos, cabelo na altura do pescoço, físico médio.
Posição:Atacante
Nivel:9
Elemento:Sombra
Avatar :
Local De Treinamento:Salão equipado.

Técnicas E Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 900 Reais
Mensagens : 147
Data de inscrição : 17/07/2012
Idade : 21

Status
Energia:
90/150  (90/150)
Experiencia:
315/650  (315/650)
Incorporação: Kensei Lancelot Kensei Lancelot

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Sex Jul 20, 2012 11:52 am

Citação :
Técnica Aperfeiçoada: Dark Sword Shoot - Aperfeiçoada para Dark Sword Shoot G2
Descrição: A incorporação se cobre de luz, e envolve sua espada por uma chama negra que a corrói, e assim o chute sai com muito mais força, tornando-se uma técnica poderosa a ponto de quebrar as maiores defesas.
Tipo: Dark / Chute.
Quem Usa: Oliver Com Kensei Lancelot

O tempo passou desde que Oliver mudou para sua nova escola, já havia dominado sua incorporação, e junto a ela, um poderoso chute, o qual era usado unicamente em situações de urgência, afinal era um chute desgastante, porém poderoso.
Como sempre, estava correndo, 30 minutos depois saiu da esteira com um salto, agora faltava aumentar a capacidade de chute de suas pernas. Colocando dois pesos de perna, dava algumas voltas em torno do campo no salão, e depois pegava uma bola e ficava chutando-a com tal peso. Era difícil, sim, muito, aqueles pesos pareciam ficar ainda mais cheios a cada instante, seus movimentos iam ficando mais lentos, numa explosão de energia, o rapaz recuperava o fôlego e a vontade, corria como nunca o havia feito antes. Retirava os pesos e os deixava num canto da sala, com a bola em mãos, caminhava até o centro do campo, o robô de defesa já estava pronto, ficava cerca de 15 segundos transmitindo suas energias para a bola, que ficava envolta por uma energia sem simetria, que dificultaria o chute, logo a chutava , a bola rasgava o ar rumo ao gol, mas novamente perdia sua força, qual era o problema agora? Ficava se perguntando inconformado, enquanto continuava a chutar. Alguém tocava o interfone, e o garoto ia atender. Tratava-se de uma carta do capitão do time, informando que um jogo de última hora fora marcado, aquilo estragava os planos de Oliver, o jogo era dois dias depois, não teria tempo de treinar. O jeito era apertar o passo e jogar do jeito que desse, colocava os pesos novamente, e ficava chutando a bola sem parar. O dia era puxado, como sempre, o jovem só treinava, sem descanso, parava por 10 minutos para almoçar e recuperar as energias. Ia até sua mochila ,e pegava um lanche que havia deixado pronto, comia-o rapidamente, tomava água, e retornava ao treino. Chutes e mais chutes, incessantemente, treinava para conseguir aquela técnica desejada, aquela que seria perfeita, forte, rápida, totalmente indefensável. Os olhos do jovem brilhavam só de pensar na técnica quando pronta, por isso continuava a treinar, suas habilidades eram boas, ele sabia disso, e todos do time também, por isso o deixaram como titular, apesar de ser novo no time. O que ele podia fazer para retribuir a confiança? Simples, gols, era esse o pensamento do rapaz quando chutava uma bola.
Os dias passavam, seu treino continuava árduo, e o jogo chegava. No vestiário, o jovem conversava com o técnico, não poderia começar jogando, devido a ter ido para o médico, que o disse que só poderia jogar 45 minutos. Havia feito uma leve lesão na perna, e isso fazia o treinador mudar sua formação, jogando com um único atacante.
Dirigia-se ao banco, e ficava sentado observando o jogo, enquanto ouvia , como sempre, sua música. O jogo ia de mal a pior, o time não conseguia conectar passes, a ligação direta também falhava, havia desfalcado o time, sabia disso. Ainda nos 20 minutos de jogo, a Seidouzan levava um gol, o que o deixava indignado, pedindo para o técnico colocar-lhe para jogar, de qualquer forma. Assim se fazia, a formação mudava para 4-4-2, agora com dois atacantes talvez fosse possível, mesmo que não tivesse dominado sua técnica. A bola chegava a seus pés, com uma rápida jogada, livrava-se da dupla marcação, e tocava para o parceiro de ataque, mas o passe era interceptado, já precavido, roubava a bola no mesmo instante, correndo para o gol, fazia uma rápida tabela para se livrar da zaga, e assim , com a bola em seu controle, chutava, exclamando as palavras "Dark Spiral". O goleiro era habilidoso, tinha uma incorporação, que sem dificuldades pegava seu chute. O time perdia as esperanças, era o chute mais forte dos jogadores no time, aquilo não era possível. Sua melhor técnica, parada com facilidade? Oliver, ainda que estivesse sozinho, não desistia, roubava a bola novamente, e agora tentava um chute de longa distância, disparando a bola com toda sua força para o gol. Não funcionava, e o zagueiro parava a bola, assim fazendo o segundo gol após alguns toques de bola. Estava tudo perdido? Não, se recusava a aceitar. O primeiro tempo se acabava. O técnico chamava Oliver de canto, e começavam a ter uma conversa. Dava a entender, que tudo que era necessário para a técnica se concretizar, ela colocar toda a energia na bola, e confiar, que assim daria certo. Com um sorriso esboçado no rosto, corria para o campo e fazia um pré-aquecimento para o segundo tempo, enquanto os outros jogadores eram incentivados pelo treinador. Mal começava o jogo, e Oliver , determinado, roubava a bola e corria em direção ao gol, com sua habilidade fora de série, escapava dos atacantes e meio-campos do time adversário usando sua velocidade, e com um rápido drible, estava cara-a-cara com o goleiro. "É só acreditar, e depositar sua força na bola..." pensou rapidamente, olhando para o gol adversário. Levantava a bola na altura da cabeça, e virava com uma rápida bicicleta, que envolvia a bola de chamas e raios negros, que a rodeavam. A bola rumava fortemente para o gol, o goleiro usava sua incorporação, mas a bola ao entrar em contato com sua mão, girava ainda mais forte, assim resultando no primeiro gol do time.
Depois daquele gol, o time ia parabenizar o rapaz, que mesmo que estivesse feliz, respondia com poucas palavras. "Ainda não está completamente pronta... Vamos lá..." Indagou ,enquanto levava a bola até o centro de campo. O jogo recomeçava, o time roubava a bola, e Oliver se recusava a ir para o ataque, ficava ali protegendo o gol junto aos zagueiros. Um dos laterais roubou a bola, e tocou para o rapaz, que logo fez o mesmo movimento da bicicleta, acarretando num belo chute a longa distância, que rapidamente convertia em um segundo gol.
Impressionante, a partida virava, e agora estava 2x1 a favor da escola, mas ainda dava tempo de um último ataque. Em um ataque coletivo do time, a bola passou pelos pés de cada um, chegando aos pés do jovem, que novamente chutou, o goleiro já precavido, tentou defender, mas aquilo era um simples toque "camuflado", a bola ia para os pés do outro atacante, que de dentro da grande área, finalizava com uma técnica de vácuo, que reunia estrelas em volta da bola, disparando-a como um meteoro.
Com o jogo vencido, o time dirigia-se até o ônibus da equipe, onde retornavam ao colégio.
Aquilo ainda assim era estranho, mesmo dominando sua incorporação e técnicas poderosas, faltava alguma coisa, queria melhorar a força de sua incorporação,e para isso passava a usá-la durante muito tempo, que causava num grande desgaste. O tempo se passava, e continuava a insistir em sua incorporação, até que após grande treino, sua técnica estranhamente evoluía, Lancelot se envolvia de uma luz, e a espada crescia se materializando em sombras, que logo ao chutar a bola, completava o que Oliver queria, assim deixando sua técnica muito poderosa, a qual passava a chamar de 'G2', e assim usava-a quando o time estava em apuros, para assim quebrar as mais poderosas defesas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
-Ichinose Kun
Meio-Campo
Meio-Campo
avatar

Personagem Personagem : Nome:-Ichinose Kun
Idade:12 Anos
Aparência E Característica:Um Menino Muito Divertido E Gosta De Cair Na Gandaia,Cabelo Preto E Pele Morena Clara,Gosta Bastante De Uma Zoeira,Um Menino Com Cabelo Bem Penteado E Mede 1.49,Gosta Muito De Futebol.
Posição:Meio-Campo
Elemento:Gelo
Nível:07
Seu Avatar:
Local De Treinamento:Estádio World Soccer E.U.A

Técnicas e Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 990 Reais
Mensagens : 1204
Data de inscrição : 11/07/2012
Idade : 18
Localização : Sp-São Matheus

Status
Energia:
100/170  (100/170)
Experiencia:
360/400  (360/400)
Incorporação: Nenhum

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Sex Jul 20, 2012 12:31 pm

Aceita.
Níveis:+700
Ortografia:Ótima (+100 Níveis)
Energia:-10
Valor de Jogador:+1400
Limite De Uso:04
Experiência:+05

________________



Se Você Compreende Igual á Mim Use-a



Se Você Faz Parte Dessa Grande Equipe Use-a!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://superonzenovice.forumeiros.com
'Oliver
Atacante
Atacante
avatar

Personagem Personagem : Nome:Oliver Sykes.
Idade:17
Personalidade E Característica: Olhos e cabelos castanhos, cabelo na altura do pescoço, físico médio.
Posição:Atacante
Nivel:9
Elemento:Sombra
Avatar :
Local De Treinamento:Salão equipado.

Técnicas E Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 900 Reais
Mensagens : 147
Data de inscrição : 17/07/2012
Idade : 21

Status
Energia:
90/150  (90/150)
Experiencia:
315/650  (315/650)
Incorporação: Kensei Lancelot Kensei Lancelot

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Sab Jul 21, 2012 10:16 pm

Citação :
Técnica Aperfeiçoada: Dark Explosion. (Evoluída para Dark Explosion G3)
Descrição: Uma evolução drástica, o usuário invoca sua incorporação, e com a energia da mesma, aplica um forte chute, que tem sua força ampliada consideravelmente.
Tipo: Dark / Chute.
Quem Usa: Oliver.

Aperfeiçoamento:
A cada dia um novo jogo, a cada hora mais cansaço pelo treino, a cada minuto mais perfeição, e a cada segundo, uma jogada espetacular, podemos descrever assim a carreira do jovem Oliver, que com 17 anos, trilhava uma bela e excepcional carreira no ramo do futebol juvenil, que tinha grandes chances de vir a se tornar o futebol profissional, sendo o sonho do garoto.
A habilidade com que o rapaz dominava a bola, a maestria com que conduzia seu time e a excelência em campo de seus chutes e dribles, eram impressionantes, os jogadores de seu país o admiravam, os de países rivais o temiam, o nome Oliver Sykes se espalhava por todo o continente europeu. Passes imprevisíveis, dribles imparáveis e uma incorporação imbatível, tem como ser melhor? Muitos pensavam que não, mas o garoto, filho de um famoso jogador de futebol, pensava o contrário, pensava que cada coisa que fazia com a bola devia ser nova, imprevisível, achava que ao inovar, facilitava o jogo para si, afinal o oponente não teria ideia do que faria.
Devido a isso, sempre estava a treinar suas técnicas e seus dribles, sua incorporação era poderosa o suficiente para bater de frente com outras, e mesmo que em desvantagem numérica, ter sucesso no embate, devido a seu árduo treino. Suas habilidades lhe concediam o apelido de Gênio dos Campos, tal apelido criado pelos espectadores e narradores de seus jogos.
O garoto havia sido convocado para a seleção Italiana, o time responsável por representar a Itália no FFI, o Futebol Fronteira Internacional, nada menos que o campeonato de futebol mais famoso e de maior escala. Seu time já havia passado as eliminatórias, agora restava simplesmente a parte mais difícil , a fase de grupos, já haviam conquistado uma vitória sobre a Argentina, que era famosa por ter uma defesa inquebrável, tal defesa que foi ultrapassada pelo jovem e seus grandes lances, assim superando-os por dois gols de diferença. O problema agora era que o próximo adversário era um muito bom, tratando-se da Inglaterra, famosa por seu capitão que era muito habilidoso, e por suas técnicas excelentes.
Sentado ao lado de seus companheiros, observava o jogo da Seleção Inglesa, que estava a jogar contra a Espanha. O jogo começava, com os olhos atentos a qualquer lance, observava. Estranho, a Inglaterra se trancava na defesa, faziam duas linhas de cinco jogadores, que impedia o avanço dos jogadores Espanhóis. Ainda assim, aquilo não era de acordo com os boatos, achava que jogavam no ataque, e não se trancar na defesa. O primeiro chute especial era dado, era bem forte por sinal, a bola era impulsionada por um grande leão, rumando ao gol inglês rapidamente, porém o capitão do time levantava a mão, e assim dois zagueiros usavam uma técnica poderosa, parando completamente o avanço da bola.
Agora só poderia ser a hora do contra-ataque, pensou o jovem garoto, enquanto era surpreendido, o capitão inglês jogava a bola novamente para o atacante adversário, com um sorriso sarcástico em seu rosto. Passavam-se mais vinte minutos e o jogo seguia para seus minutos finais do primeiro tempo, o capitão da Inglaterra avançava para o ataque, e assim um jogador de seu time cruzava a bola para ele. O rapaz saltava, e com um chute lateral, chamado de Impacto das Espadas, fazia o primeiro gol, enquanto o goleiro apenas observava, sem poder fazer nada.
Gol! Finalmente um movimento de ação no jogo, pensava, enquanto o apito soava mostrando o fim do primeiro tempo.
O tempo passava, e o jogo recomeçava, a Inglaterra agora estava com um jeito diferente, estavam todos no ataque, inclusive todos os zagueiros. A bola era tocada pelos pés de todos, sequências de toques rápidos confundiam a defesa adversária, e o capitão do time logo pegava a bola novamente, assim chutando-a com a mesma técnica anterior, e assim fazendo 2x0 a favor da equipe inglesa. A Espanha tentava marcar, o goleiro estava sozinho no campo de defesa, mas com grande habilidade, ele defendia o chute espanhol, e assim venciam o jogo por 2x0.
Depois de ver aquilo, ficava claro que o jeito do próximo adversário de jogar era único, o que preocupava alguns jogadores, enquanto, calmo como sempre, se levantava e com os pés, elevava a bola até sua cabeça, onde com um leve cabeceio, mandava-a na direção do treinador, que a pegava e mandava o time ir treinar. De acordo com o técnico, a equipe dependia muito de Oliver, o que lhe intrigava, e então os jogadores tinham de treinar entre si, enquanto Oliver fazia um treino separado, mal sabendo ele que se tratava de uma ideia do técnico para melhorar suas habilidades.
Os dias se passavam, e pegando o avião da equipe, o time se dirigia ao estádio do jogo. Ainda no avião, o dirigente do time, no caso o treinador, dizia que Oliver não jogaria no começo do jogo. O time se espantava, por que tirar o melhor jogador do time, e capitão? Aquilo era estranho, Oliver colocava novamente seus fones de ouvido, e apenas relaxava aguardando pousar. Pessoas do time perguntavam-lhe se ele não faria nada, iria começar no banco , pela primeira vez. Não ligava para aquilo, sentado e com os olhos fechados, apenas curtia a batida de seu bom e clássico rock, acabando por cochilar.
O avião aterrissava, e o jogo já começaria, todos colocavam seus uniformes, o capitão pegava sua faixa de capitão do time, e entregava-a a um dos jogadores do meio de campo, no qual confiava para conduzir o time.
Sentando-se no banco, observava os jogadores do outro time, que o encaravam com um sorriso no rosto, apenas desviava o olhar e ficava ali vendo o começo do jogo. A partida se iniciava, a Itália dava o pontapé inicial, e a Inglaterra novamente se trancava na defesa. Um forte chute do novo "capitão" italiano era feito, mas o próprio capitão adversário se encarregava de interceptar, usando uma incorporação poderosa, o Deus da espada, dito carregar a poderosa excalibur consigo. O rapaz equipava-se de sua incorporação e logo, daquele mesmo local, chutava, a técnica do mesmo parecia ficar mais forte a cada instante e a cada metro percorrido.
Aquilo acabava por resultar no primeiro gol do jogo, e assim se encerrava o primeiro tempo. Oliver tinha uma boa ideia, e assim sabia o que fazer.
Chegava até o treinador, e dizia ter entendido o recado, o técnico sorria e o colocava para jogar. O jogo recomeçava, e em grandes jogadas de equipe, recebia a bola e invocava sua incorporação, Kensei Lancelot - Acha mesmo que só você pode fazer isso? - Dizia sarcasticamente olhando o capitão adversário, enquanto se cobria por sua incorporação e era encoberto por sua força, assim chutava a bola e marcava o primeiro gol, levando o goleiro adversário para dentro do gol junto com a bola.
O jogo caminhava para seus minutos finais, e numa grande jogada individual, já equipado com sua incorporação, convertia um cruzamento em um gol com um belo voleio, assim concedendo a vitória a seu time, e agradecendo a seu técnico por tê-lo ajudado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MasterLeandro
Lateral
Lateral
avatar

Personagem Personagem : Nome:MasterLeandro
Posição:Lateral Direito
Nivel:05
Elementos:Fogo
Personalidade E Característica: Ele é alto,magro,tem olhos castanhos,cabelos brancos.Gosta de Jogadas aéreas,e joga mais na direita do campo.
Avatar :

Técnicas:
Spoiler:
 

Dinheiro Dinheiro : R$900
Mensagens : 358
Data de inscrição : 17/07/2012
Idade : 19

Status
Energia:
130/130  (130/130)
Experiencia:
345/350  (345/350)
Incorporação: Nenhum

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Dom Jul 22, 2012 4:13 pm

Aceita.
Níveis:+630
Ortografia:Ótima (+100 Níveis)
Energia:-10
Valor de Jogador:+1260
Limite De Uso:03
Experiência:+05


________________



Sou dá Hakuren,e daqui não vou sair!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
'Oliver
Atacante
Atacante
avatar

Personagem Personagem : Nome:Oliver Sykes.
Idade:17
Personalidade E Característica: Olhos e cabelos castanhos, cabelo na altura do pescoço, físico médio.
Posição:Atacante
Nivel:9
Elemento:Sombra
Avatar :
Local De Treinamento:Salão equipado.

Técnicas E Incorporações:
 

Dinheiro Dinheiro : 900 Reais
Mensagens : 147
Data de inscrição : 17/07/2012
Idade : 21

Status
Energia:
90/150  (90/150)
Experiencia:
315/650  (315/650)
Incorporação: Kensei Lancelot Kensei Lancelot

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Ter Jul 24, 2012 12:43 pm

Técnica Aperfeiçoada: Dark Hell Shoot - Evoluído pra G2
Descrição: A energia na bola cresce consideravelmente, deixando-a negra porém com espécies de chamas amarelas em volta (estyle Lost Angel)
Tipo: Dark / Chute.
Quem Usa: Oliver.

Aperfeiçoamento:

Minha vida era pacata, sem muitas coisas novas, treinos, escola, e jogos. Minha fama se espalhava por todos os cantos do Japão, e até mesmo na Europa. Certo dia caminhava a passos calmos indo em direção ao colégio, dando alguns pequenos toques em sua bola, ia rolando-a para frente... Ao aproximar-me do colégio, percebia uma coisa estranha, meu pai, o diretor da escola, o treinador do time e um outro homem estavam conversando, mas espera ai... meu pai? Estranhei aquilo, normalmente ele estaria trabalhando, treinando, ou criando táticas novas, mas o que estaria fazendo na minha escola? Aproximei-me do local calmamente, e fui falar com eles, queria saber o que estava acontecendo. - Pai? Tá fazendo o que aqui? - Questionei, curioso, sendo respondido de forma confusa. - Vim tratar de um assunto com estes homens... A propósito, esse é Masaki, treinador de uma equipe da Espanha... Ele queria saber sobre você. - Sobre mim? - Indaguei, enquanto o tal homem estendia a mão e assim me cumprimentava, dizendo seu nome e a que veio, tratava-se de uma oferta grande para que fosse transferido para o tal time europeu. Meu pai falava comigo, e dizia que era uma boa chance de crescer profissionalmente, mas alguma coisa me dizia que não podia abandonar a Seidouzan, até porque fui eu quem deu início ao time, não poderia simplesmente sair.
A situação era confusa, tive de pedir tempo para pensar, a oferta era alta, mas o time ainda precisava de mim, não queria abandoná-los. Fui para casa, porém no caminho encontrei alguns jogadores do time, Yuno, Ryoma e Yuichi, que estavam treinando os chutes e as defesas deles. Aquilo me confundia mais ainda, poderia ser a última vez que o veria treinar, ignorei de certa forma a tal oferta, ao menos por aqueles instantes, sentei-me no gramado da pequena colina, e fiquei observando... Pouco tempo se passava até que notassem minha presença, me chamavam para jogar, estavam alegres, a equipe vinha crescendo e a posição na tabela da liga ia aumentando drasticamente, aquilo dava-me uma vontade muito grande de jogar, levantei e saltei até o campo.
Cumprimentei-os apenas esboçando um sorriso em meu rosto, retirei as mãos dos bolsos, e respirei fundo, assim toquei a bola para trás com o calcanhar, corríamos pelo campo trocando passes e chutando, assim aumentando a força de chute, e a defesa do goleiro, além das habilidades físicas de cada um. Yuno era o que mais me impressionava, era habilidoso, e seus chutes eram poderosos, além de sua incorporação que era forte, embora até então pouco treinada. Vivíamos disputando pelo chute mais forte , além de inúmeros combates de incorporação, embora normalmente vencesse devido a meu Lancelot ser fortemente treinado. Naquele instante, a dúvida tomava conta de mim, e assim acabei por me distrair, perdendo facilmente o tal combate entre forças. Yuno conhecia-me muito bem, e assim percebia que eu estava diferente, assim me perguntou o que houve. Preferi não contar sobre o assunto para eles, e assim continuávamos a jogar tranquilamente. Alguns garotos iam se aproximando, seguindo uma garota, 4 no total, a garota dizia que estava a observar o treino, e perguntava se não gostaríamos de jogar uma partida quatro contra quatro com eles... A resposta era óbvia, sim, coloquei a blusa do time, deixei-a aberta, levantei a bola da camisa, e levantei a manga da blusa até próxima ao cotovelo, apertei o cadarço de minhas chuteiras, e fiquei esperando que começassem. Posicionei-me na frente do gol de Yuichi, e mandei que Ryoma fizesse o mesmo, deixando Yuno mais a frente, não sabíamos as habilidades daquelas pessoas, mas aparentavam ser habilidosas. O toque inicial era dado, e logo partiam para o ataque em uma linha lateral de três, iam trocando passes, analisei os toques e acabei por "descobrir" qual seria o próximo, assim com grande velocidade, saltei e estendi minha perna, dominando a bola e interceptando o passe. Corri e apontei para o lado direito do campo, onde Yuno corria e assim toquei, dominando a bola frente-a-frente com o goleiro, chutava confiante usando uma poderosa técnica de gelo, a qual acabava por ser defendida pelo goleiro, que a partir de então deixava claro que era habilidoso.
Com a bola em mãos, o mesmo jogava-a para cima e chutava, onde a tal garota dominava no peito e com um drible nomeado a famosa "caneta" , deixou Ryoma para trás, assim restava somente eu, ou do contrário ela chutaria, começávamos uma disputa pela bola, ela tentava driblar, mas com uma grande habilidade de percepção, impedi, tentou vencer na corrida, porém com um carrinho roubei a bola e joguei-a para lateral. A reposição de bola pertencia ao time deles, que trocavam passes e chegavam novamente frente-a-frente comigo, a garota dessa vez usava um drible muito bom, e acabei por ser passado, logo invocou sua incorporação, enquanto todo o time dela fez o mesmo. Se uniram os 3 da linha e chutaram usando uma técnica tripla de incorporação, aquilo era impressionante, Ryoma usava sua incorporação e tentava parar a bola, mas a bola seguia em direção a Yuichi, que ainda que fosse forte, acabava levando o primeiro gol. Aquilo era sem dúvidas fantástico, um chute triplo usando incorporações, nunca havia visto algo daquele tipo, era muito forte. Apenas sorria, deixava os problemas de lado e se concentrava no jogo, tocava a bola para trás e corria para o ataque, o time já sabia o que aquilo significava, com dois toques longos a bola chegava até mim, que fiz uma rápida jogada individual e deixei o zagueiro para trás, o goleiro ativava sua incorporação, e olhava confiante para a bola, apenas chamei Lancelot e apliquei um forte chute, o goleiro parecia defender, mas com um grito, aumentei a potência do chute e assim fiz o primeiro gol, levando-o junto da bola para o gol. A partida acabaria em 3 gols, de acordo com as regras criadas por nós, o time adversário partia para o ataque, e chutava do centro do campo, usando a incorporação, o chute daquela garota era forte, lembro-me de ter invocado Lancelot e junto com a Sia de Yuno, conseguíamos parar o chute. O jogo continuava corrido, com uma enfiada de bola bem colocada, deixando Yuno de cara com o goleiro, que usando sua incorporação, marcava o segundo gol para nosso time.
Continuava a partida, exaustos, acabamos por encerrar o jogo naquele momento, deixando por 2x1. De acordo com o que a garota dizia, eles eram jogadores europeus, que vieram conhecer o famoso Oliver, no qual o treinador havia falado. Pensou um pouco, acabei percebendo que aqueles jogadores eram da equipe que tentava lhe contratar... Naquele instante, a dúvida voltava, aceitava ou não a proposta de jogar fora do país?
Decidi contar aos jogadores do meu time sobre a oferta, dizendo-os o valor aproximado da proposta, e os detalhes da negociação. Disseram-me que o melhor a fazer era ir pelo que eu queria, queria crescer profissionalmente, mas gostava da equipe...
Despedi-me e fui para casa pensar, tomei um longo banho, relaxando meus músculos e minha mente, e respirei fundo, fechando os olhos e pensando no que fazer ali.
Alguns dias se passavam, tinha um jogo marcado contra a Hakuren, tal dia sendo também o último dia antes da proposta ser cancelada, teria de tomar uma decisão depois daquele jogo.
A partida começava, estava distraído, e acabava perdendo a posse de bola, a Hakuren avançava e chutava, o goleiro se esforçando acabava defendendo. Aquilo abria meus olhos, não podia abandonar a equipe só por mais fama, até porque nunca gostei da fama, e quem disse que a própria Seidouzan não poderia crescer e ficar ainda mais famosa que o time europeu? Corri para o ataque e levantei a mão, tocaram a bola pra mim, passei pela defesa e chutei com uma técnica poderosa, mas o goleiro de alguma forte a rebateu e ela espirrou para cima, agachei-me e Yuno saltou em minhas costas pegando impulso, e assim cabeceou para mim, que usei a tal técnica novamente, mas dessa vez ainda com mais força, evoluindo-a e marcando o primeiro gol. Ainda era o começo da partida, o tempo se passava, a Hakuren atacava usando uma incorporação, ela era sinceramente ridícula, fraca, sem muitas dificuldades, nosso goleiro pegava a bola. Comandei o time em uma posição triangular, tomando Yuno como seu centro, qualquer um que tentasse passar era barrado, Yuno corria tranquilamente com a bola, logo nos dividíamos e marcávamos cada um, um jogador adversário, impedindo sua passagem, Yuno apenas chutava com sua forte técnica, fazendo o segundo gol.
O capitão do time adversário se irritava e usava uma incorporação esquisita, pelo que parecia, ele não conhecia sua incorporação, acabou despertando-a em um momento de fúria, com a bola em meus pés, deixei-a parada no peito do pé, olhando para o adversário e rindo. - Hm... Ainda não pode com meu Kensei Lancelot...- Indaguei liberando-o, assim passando do capitão da hakuren, e assim chutando e marcando o terceiro gol. O apito soava e o fim do primeiro tempo chegava, restava agora o segundo, a vitória já era garantida, ainda possuía um trunfo, meu novo chute evoluído. Começando a segunda etapa, peguei a bola com rapidez e chutei do meio de campo, os zagueiros tentavam parar o chute, mas eram empurrados em direção ao gol, o goleiro tentava parar e não conseguia, o capitão usava novamente sua incorporação nova, e assim desviava a bola. - Não atrapalhe, ok? - Falei sorrindo, chutando novamente para o gol e levando-o para dentro do gol junto com a bola.
4x0... Após alguns toques de bola, nosso zagueiro interceptou o chute, e assim tocou para Yuno, fizemos uma tabela rápida ,e assim ele fez o quinto gol, o jogo continuava, mas apenas segurávamos a bola e íamos tocando, olhei para o placar e faltava um minuto para acabar o jogo... Sem pensar muito, chutei com Lancelot, e Yuno chutava pelo outro lado, assim um grande impacto se formava e a bola ia rapidamente para o gol, furando a rede sem dificuldade.
Fim de jogo, 6x0 para a Seidouzan, e eu? Recusei a oferta, e continuei a jogar com a equipe japonesa, que tinha um grande futuro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuno
Atacante
Atacante
avatar

Personagem Personagem : Nome: Yuno Gasai
Idade: 14
Aparência E Característica: Um jovem de cabelos cinza com olhos azuis, calmo e tranquilo, meio rude as vezes mas uma boa pessoa..
Nivel: 7
Posição: Atacante
Elemento:Gelo
Avatar:
Técnicas:
Spoiler:
 

Dinheiro Dinheiro : 950
Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/07/2012

Status
Energia:
65/150  (65/150)
Experiencia:
350/450  (350/450)
Incorporação: Gousetsu No Saia Gousetsu No Saia

MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   Ter Jul 24, 2012 1:09 pm

Acc.
Níveis:+1300 de níveis
Ortografia:Ótima (+100 Níveis)
Energia:-20
Valor de Jogador:+1500
Limite De Uso:03
Experiência:+10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Aperfeiçoando - Oliver.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aperfeiçoando - Oliver.
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Oliver Motos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Super Onze Novice :: Aperfeiçoamento de Técnicas-
Ir para: